Burrice à Japonesa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Burrice à Japonesa

Mensagem  Admin em Dom Ago 18, 2013 9:23 pm

Escrevi este texto nos dias em que o acidente aconteceu (15 de março de 2011 e como se não bastasse as consequências imediatas desse acidente, anos depois ninguém ainda conseguiu controla-lo.  Energia atômica é energia limpa ? Infelizmente o acidente é mais grave do que pensamos

Burrice à Japonesa

Pobre Japão. Quando fico deprimido, procuro imagens de jardins japoneses, de arte japonesa, das cerejeiras em flor e isso me ajuda em muito, pois sinto na alma um júbilo provocado pelas imagens de capricho, bom gosto e de tradição exemplares. Daí minhas idéias se reordenam.  Mas isso é do Japão tradicional, não é do Japão de hoje! O Japão de hoje é de soberba, é de achar que a ponta de tecnologia que eles representam os tornam imunes à catástrofes persistentes.
Você não concorda? Então é  de burrice mesmo.
Dói no coração ver pessoas com uma vida auto-suficiente, invejável a muitos de nós, transformarem-se em segundos em simples mendigos e toda conseqüência que isso representará na vida dessas pessoas, suas perdas materiais e humanas. Isso será sempre lamentável, mas não compreendo um povo que detenha a mais alta de quase todas tecnologias, que inventa tela  de TV  flexível, robôs que fazem de tudo, trens-balas e eletro-eletrônicos da mais alta e invejável qualidade ainda não investiram maciçamente em tecnologia alternativa para produção de energia elétrica (custo? a Alemanha conseguiu!). Não bastaram (como se fosse para bastar) as duas bombas atômicas que covardemente seu maior aliado lançou-lhes às cabeças? Nós que vivemos em solo estável não pensamos em Angra dos Reis porque se pensarmos não conseguiremos dormir! Eles constroem usinas nucleares próximas ao encontro de três placas tectônicas!!! E agora? Cadê a energia segura? Quem segura essa?
Emissão de radioatividade equivalente a 500 bombas de Hiroshima vocês acham que ficará só lá?   Chernobyl contaminou as vacas holandesas a 1900 km de distância! E ainda falam que a radiação sai com água e sabão (sic).
Uma das explosões foi sentida há 40 quilômetros de distância e eles ainda estão retirando da área os que estão há 20 e 30 km!!! Os EUA estão tirando seus compatriotas num raio de 80 km.
Estão é  escondendo a gravidade disso, porque não há alarde à altura. Parece que as imagens dos tsunamis e suas conseqüências são mais importantes.
A usina explodiu!!!! Acordem, a usina explodiu!
Escombros se retiram, mortos se enterram mas câncer dói em vida no que tem e nos que cuidam!
Será que agora, com o peso de 500 bombas eles reverão os parâmetros do que seja irradiação e parem de pensar que são oriundos de Ultra-Seven Ultra-Man e outras palhaçadas salvadoras de catástrofes?
O povo e a cultura japonesa não merecem isso, mas a falsa democracia que impera no mundo fará o quê agora? Provavelmente dará um montão desculpas esfarrapadas e construirão outras e daqui há 20 anos contarão a verdade como fizeram com Chernobyl. Falsa democracia sim! Você pediu Angra? Nem eu? Você conhece alguém que tenha pedido?
O Japão não está à beira de um desastre nuclear. É boa parte da Ásia que já está dentro.

Halmenara


Se a TEPCO e o governo japonês não esfriarem os reatores de Fukushima, eles vão explodir como bombas atômicas e todos os norte-americanos poderão morrer.

Fukushima é centenas de vezes mais forte e grave do que Chernobyl e dezenas de milhares de vezes mais forte que Hiroshima, por isso todos os vestígios de vida na Terra seriam rescindidos, de imediato.

Infelizmente, a água subterrânea altamente radioativa em Fukushima tem * já * violado a parede de contenção, como a verdade é que um grande aquífero é executado sob a planta danificada, as águas subterrâneas tão contaminadas foram realmente escorrendo ao oceano por cerca de 900 dias. Em adição a isto, a água contaminada utilizada para barras de combustível de cool tem sido repetidamente bombeadas para o oceano, devido às reivindicações que já não há mais recipientes de armazenamento para que dizem existir. Mas o Jet Stream trouxe consigo nuvens de radiação que já envenena muito se não a todos os EUA.



Esta é a verdade inconveniente que a administração Obama, e todos os que sob ele serve, não tenta nos avisar adiante. A água do oceano não é a única maneira que a radiação vai chegar até nós. Porque dentro de um par de dias após o início da catástrofe, nós aqui nos EUA já estávamos ficando encharcados com o material. É meu entendimento que o evento mais rápido de nível de extinção ocorreria se ou quando as centenas de barras de combustível que são mantidos na instalação devam quebrar e / ou explodirem. Os prédios dos reatores estão em vários estados de degradação, especialmente o Reator 4, que é, literalmente, isolado em conjunto com fita adesiva. Se um terremoto de 6.0 ou superior vir a bater, é provável que um ou mais dos edifícios do reator venham a cair, momento em que centenas de barras de combustível cairão ao chão, talvez um incêndio radiológico. Em qualquer caso, esse desenvolvimento certamente mataria a todos nós, pelo menos no Hemisfério Norte, embora eu tenha visto evidências de que mutações de flores consistentes com a exposição à radiação já foram fotografados no Brasil…

Fonte: Rainha Maria


VEJA TAMBÉM: Radiação de Fukushima chega à Costa da América do Sul
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 288
Reputação : 0
Data de inscrição : 02/02/2013
Idade : 59
Localização : S.Paulo - BR

Ver perfil do usuário http://hereditarios.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum