Rindo da Nossa Cara

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rindo da Nossa Cara

Mensagem  Admin em Dom Mar 10, 2013 6:11 pm

Gostaria de contar com vocês para preencher o restante do "álbum" Espero ver várias páginas desse álbum contando com aqueles que têm uma memória (conhecimento) melhor que a minha.

Dizem que isso não deu certo uma vez mas não custa tentar de novo.


Inocêncio de Oliveira - Pernambucano de Serra Talhada, médico e deputado federal por 9 mandatos consecutivos.



O deputado federal utilizou dos serviços do Departamento Nacional de Obras contra a seca, no Nordeste, para perfurar poços no terreno de sua revendedora para lavar motocicletas; inocentado neste caso, foi condenado em outro.
Foi julgado culpado (transitado em julgado, ocasião em que não cabe mais recursos) por crime de escravidão.



José Dirceu - mineiro de Passa-quatro, advogado, deputado federal cassado, ex ministroda casa civil do governo Lula.




No dia 30 de março de 2006, o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF), quarenta pessoas, entre políticos e empresários, participantes do esquema do mensalão. O procurador indiciou por crimes graves, como corrupção ativa, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e peculato os ex-ministros do governo Lula José Dirceu (Casa Civil)

Em 23 de fevereiro de 2010, a Folha de S.Paulo cita que Dirceu foi contratado por ao menos R$ 620 mil pela principal empresa do grupo empresarial privado beneficiado com reativação da estatal Telebrás. O dinheiro teria sido pago entre 2007 e 2009 pelo dono de uma companhia sediada nas Ilhas Virgens Britânicas.

Em palestra no dia 13 de setembro de 2010 para sindicalistas do setor petroleiro em Salvador, José Dirceu teria declarado que "o problema do Brasil é o monopólio das grandes mídias, o excesso de liberdade e do direito de expressão e da imprensa".


José Genoíno cearense de Quixeramobim,ex-integrante da guerrilha armada que lutou no Araguaia contra o Exército Brasileiro, foi condecorado pelo Ministério da Defesa com a Medalha da Vitória.ex-presidente do Partido dos Trabalhadores.Ex-deputado federal pelo Estado de São Paulo, foi assessor do Ministério da Defesa.




José Genoíno condenado no julgamento do mensalão por corrupção ativa e formação de quadrilha, o ex-presidente do PT José Genoíno tomou posse como deputado federal.
Genoino foi um dos 25 réus condenados no jugalmento do mensalão, referente aos escândalos de financiamento ilegal de campanhas e de subornos de parlamentares ocorridos entre 2002 e 2005, durante o primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva como presidente.

"Me sinto confortável porque estou seguindo regras da Constituição do meu país. Estou aqui cumprindo um dever legal", disse Genoíno aos jornalistas após a cerimônia de posse.



Paulo Salim Maluf, paulista da capital do Estado, engenheiro civil, industrial, dono da Eucatex.





A carreira de Maluf também foi marcada por seguidas acusações de corrupção e outros crimes – ele foi preso em 2005 e procurado pela Interpol, em razão de mandado expedido pela promotoria de Nova Iorque, que o acusa de movimentar ilicitamente milhões de dólares no sistema financeiro internacional sem justificativa fundamentada.

A corte de Jersey chegou ao valor final que o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) terá de devolver à Prefeitura de São Paulo por causa de desvios de recursos entre 1997 e 1998 --US$ 28,3 milhões, o correspondente a R$ 57,9 milhões quando se corrige o valor pelo dólar comercial.
A sentença com o valor foi divulgada nesta sexta-feira em Jersey, uma ilha no canal da Mancha, ao lado da Inglaterra.



José Ribamar Sarney de Araújo Costa maranhense de Pinheiros.
Foi deputado federal entre 1959 e 1965, governador do Maranhão entre 1966 e 1971, presidente da república entre 1985 e 1990 e, desde 1995, presidente do senado federal (com algumas pausas).




"A relação de Sarney e sua família com a corrupção é simbiótica. Depois de prejudicar de forma imensurável o estado do Maranhão, Sarney descobriu que poderia se apoderar de muito mais dinheiro público, tornando-se presidente da república e mais tarde, presidente do senado.
José Sarney tem uma história realmente muito grande de prodridão. Por este motivo, fica difícil saber exatamente por onde começar. É até aceitável dizer que listar todos os crimes cometidos por ele seja uma missão impossível, tamanha a quantidade!
Um episódio muito famoso, ocorreu em agosto de 2006: Sarney entrou com uma ação no TRE do Amapá contra a Jornalista Alcinea Cavalcante, por ela publicar em seu blog (http://alcilene.zip.net) a piada sobre o Amapá ser a fazenda de burros de Sarney e pela foto de um muro pintado com seu rosto, como forma de protesto (movimento "Xô Sarney!"). A multa pela piada, ultrapassava os R$ 100 mil e pela foto abaixo, R$ 2 mil por dia.

Em julho de 2009, seu filho Fernando Sarney e o desembargador Dácio Vieira (amigo), proibiram o jornal O Estado de S. Paulo e o portal Estadão de publicar reportagens que citassem a Operação Faktor (Boi Barrica). A multa era de R$ 150 mil por publicação.
A Operação Faktor é uma operação da Polícia Federal para investigar Fernando Sarney, o qual é "suspeito" de fazer caixa 2 para Roseana Sarney na disputa pelo governo do Maranhão em 2006. Fernando Sarney teria sacado 2 milhões de reais em dinheiro vivo! Ele foi indiciado por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, entre outros.
A partir destas informações, pode-se concluir que roubar, para a família Sarney, é algo como uma ação involuntária, um hábito. Mas não pára por aí!
Nepotismo (seja ele por meio de ato secreto ou não) é algo muito comum na família Sarney. José Sarney, querendo sentir-se mais poderoso e inalcançável, durante sua carreira política, contratou parentes de todos os graus possíveis, amigos e, só não contratou o próprio cachorrinho de estimação, pois este ainda não aprendeu a roubar.
José Sarney já "esqueceu" de declarar uma mansão de R$ 5 milhões a Receita Federal, recebeu auxílio moradia por 8 meses, mesmo tendo casa própria, e através da Fundação José Sarney, desviou recursos da Petrobras para firmas fantasmas e empresas de sua família.
Mas não se engane! As denúncias contra o coronel Sarney surgiram muito antes de você leitor, provavelmente ouvir falar de seu sobrenome!
Em 10 de maio de 1985, José Sarney fez com que o congresso aprovasse, uma emenda que até hoje estende a obrigação de votar aos analfabetos. Essa ferramenta ainda é muito utilizada no Brasil, com o objetivo de colocar corruptos no poder, já que, os analfabetos são facilmente enganados.
No primeiro ano de Sarney como presidente da república, a inflação subiu inacreditáveis 225,16%, provando sua incompetência." Fonte: Fora corruptos


Antonio Palocci Filho paulista de Ribeirão Preto



Formou-se como médico sanitarista pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e foi co-fundador e presidente do Partido dos Trabalhadores (PT). Palocci é ex-Ministro Chefe da Casa Civil no Governo Dilma Rousseff (PT).
Palocci vem sendo acusado de diversos crimes de corrupção ao longo de sua carreira como político. Diversos protestos e críticas surgiram com o objetivo de destituí-lo.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 287
Reputação : 0
Data de inscrição : 02/02/2013
Idade : 59
Localização : S.Paulo - BR

Ver perfil do usuário http://hereditarios.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum